31 March, 2020

    As maravilhas da economia brasileira: quando não há petróleo suficiente, o combustível pode ser cultivado no campo

    O Brasil, infelizmente, não possui reservas suficientes de combustível de hidrocarboneto que atendam às necessidades de sua economia. Cerca de metade do volume total de petróleo para produção de combustível que o país é forçado a importar. Porém, condições ambientais favoráveis ​​permitiram ao Brasil resolver esse problema de outra maneira: o próprio país produz combustível para carros e até usinas, mas não a partir de hidrocarbonetos, mas a partir da cana-de-açúcar.

    A prática de produzir combustível a partir de materiais vegetais é amplamente utilizada nos países do mundo que não têm reservas suficientes de seus combustíveis fósseis e que possuem as tecnologias necessárias para sua produção alternativa. É biocombustível e sua variedade mais comum é o bioetanol, que é misturado em várias proporções com a gasolina tradicional e usado para reabastecer carros. O bioetanol pode ser obtido de vários tipos de plantas e resíduos agrícolas, e os líderes em sua produção são dois países - Brasil e Estados Unidos. Além disso, a produção mais eficiente de bioetanol atualmente existe justamente no Brasil, onde é produzido a partir da cana-de-açúcar, e o custo e o preço desse combustível são mais baixos do que nos EUA e nos países da UE. A grande maioria dos automóveis de passageiros brasileiros, cerca de 80%, usa uma mistura de gasolina e bioetanol como combustível, e alguns deles, os chamados carros FFV (veículo a combustível flexível) são capazes de viajar com combustível composto por bioetanol 95% puro. Segundo as estatísticas, o etanol produzido a partir de usinas cobre cerca de 30% do mercado total de combustíveis no Brasil.

    Deixe O Seu Comentário